Isolamento físico nos escritórios no período da Covid-19: Como escolher divisórias para móveis de escritório?

Isolamento físico nos escritórios no período da Covid-19: Como escolher divisórias para móveis de escritório?

Além da necessidade nos últimos meses de isolamento social em virtude da Covid-19, a organização dos espaços dentro dos escritórios também precisa ser readequada. A Organização Mundial da Saúde – OMS e as autoridades de saúde pública de vários países estabeleceram como segurança um distanciamento mínimo de 1,8 m entre os colaboradores ou a adoção de barreiras físicas, a fim de se evitar o contágio da doença.

Após decisão recente do Supremo Tribunal Federal (STF), não existe mais a exclusão automática de doença do trabalho para casos de infecção de trabalhadores na ativa, mas é preciso comprovar o nexo causal, ou seja, que as empresas garantam e comprovem o cumprimento de todas as medidas sanitárias e de saúde exigidas por órgãos nacionais e internacionais.

Especialmente para as empresas de serviços essenciais, porque impedidas de interromper suas atividades, aumenta a probabilidade de reconhecimento do nexo de causalidade entre o trabalho e o diagnóstico de acometimento da Covid-19”, explica a advogada Viviane Teixeira do Departamento Trabalhista da Andersen Ballão Advocacia.

Dentre as medidas sanitárias e de saúde exigidas, a adoção de barreiras físicas entre os colaboradores pode ser necessária. Muitas empresas de serviços classificados como essenciais e as que não têm condições de aderirem completamente ao trabalho remoto ou home-office não têm condições de adotar layouts com alternância dos postos de trabalho – uma mesa em uso e outra vaga.

Desta forma, para manter a necessária separação das pessoas e se adequarem a nova necessidade nos espaços físicos, pode ser fundamental para algumas empresas o uso de divisórias entre mesas de escritório ou postos de trabalho ou de atendimento.

Neste cenário, a Funcional Mobiliário Corporativo, com 28 anos de atuação no mercado, preparou algumas recomendações e diretrizes na aquisição destas divisórias para móveis de escritório, que com uma adequada instalação, cumpre-se sua função básica, mas também evita-se soluções improvisadas e ainda obtém-se uma boa composição com a ambientação dos espaços.

Evite o improviso ao instalar divisórias nos móveis do escritório

Adote soluções planejadas e que atendam a realidade de adequação do espaço de trabalho. Em seguida, documente o resultado obtido como prova de cumprimento das medidas exigidas.

Existem no mercado opções para a instalação de divisórias específicas para mesas de trabalho e postos de atendimento, desenhadas com o intuito de manter o isolamento físico das pessoas e com a garantia de atenderem também as normas técnicas de fabricação correspondentes.

Vale avaliar se os modelos propostos condizem com o layout e ambientação desejadas e também buscar soluções de divisórias que se harmonizem com o padrão e o desenho do mobiliário existente na empresa.

As divisórias não devem interferir na funcionalidade ou comprometer a durabilidade dos outros móveis e sua instalação deve ser feita sem improvisos. As adequações, aquisições de peças avulsas ou adaptações no mobiliário existente precisam ser feitas seguindo um projeto adequado que considere a posterior remoção das peças e atenda normas de fabricação, como as da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, para garantir a ergonomia do posto de trabalho.

Uma solução improvisada pode representar inicialmente alguma economia nos custos de instalação, mas pode também comprometer a produtividade, o conforto ou mesmo a saúde dos colaboradores, gerando prejuízos expressivos.

Busque por soluções específicas e leve em conta o tamanho de seu escritório

Encontrar a solução adequada para o mobiliário, que atenda à nova realidade nos espaços de escritórios e dentro de um prazo compatível com o retorno das atividades presenciais deve exigir muita atenção e cuidado por parte de empresários e profissionais.

Um bom projeto de instalação de divisórias nos postos de trabalho pode ser executado sem alterar o posto de trabalho existente, considera a necessidade de contato visual entre as pessoas e ainda evita soluções subdimensionadas que acabam não bloqueando gotículas de saliva expelidas ou do ar direto respirado por pessoas mais próximas.

O resultado final deve ser um ambiente com design inclusivo e ao mesmo tempo atrativo aos colaboradores e clientes.

A Funcional possui opções variadas de divisórias que atendem aos diversos portes e estilos de escritórios

A Funcional Móveis dispõe em seu portfólio divisórias confeccionadas em vidro, madeira e acrílico que podem ser apoiadas no piso ou montadas sobre superfícies de trabalho por meio de suportes específicos.

As divisórias podem trazer alguns ganhos ou facilidades extras que agradam os colaboradores como servir de quadro para anotações ou dispor de porta-canetas, porta-papéis e porta-apagador, que serão aliadas no desenvolvimento das atividades do dia a dia dos colaboradores, criando-se um ambiente otimizado, criativo e moderno.

 

Dentro do portfólio da Funcional, é possível conhecer as linhas de móveis Versatile, Level e Fit com mesas e divisórias para postos de trabalho individuais ou compartilhados. O catálogo completo pode ser conferido nos links:

 

Entre em contato com a Funcional Mobiliário Corporativo para conferir as linhas de divisórias

Empresas interessadas nos produtos da Funcional Mobiliário Corporativo podem entrar em contato com um de nossos consultores especializados via telefone, WhatsApp, e-mail ou formulários do nosso site.

Consulte-nos agora pelo WhatsApp

Saiba mais: http://www.andersenballao.com.br/artigos-publicacoes/medidas-de-protecao-ao-trabalhador-devem-ser-amplamente-documentadas/

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Translate